quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Pesadelos de viagem

Comentando o post da Clau (@AprendizViajant), 7 Maiores Pesadelos Para um Viajante , vou falar um pouquinho da nossa experiência.

1. Chegar no aeroporto e descobrir que esqueceu o passaporte em casa – Não esquecemos passaporte nem documento nenhum, mas passei muito susto, porque Marido mudava de idéia a cada trecho da viagem. Na saída, combinamos que os passaportes ficariam cada um com o seu dono, pra se acontecesse alguma coisa  com um, o outro não precisasse entrar em desespero. Mas tinha vezes que ele pegava os dois pra guardar no porta-dólares, ou me dava os dois pra por na bolsa… Aí ele olhava no porta-dólares e não encontrava, ou me mandava procurar na bolsa e estavam com ele. Coisas de homem que quer decidir tudo e ainda dar susto na mulher DDA.

2. Perder a conexão por causa de um vôo que sai atrasado –  Não perdemos conexão, mas perdemos um vôo porque EU olhei errado a hora de saída/chegada de Barcelona pra Lisboa. Como foi pela Vuelling, perdemos inclusive a passagem. Smiley triste

3. Ser roubado/assaltado enquanto estiver viajando –  Graças a Deus, pulamos essa fogueira também. Só tivemos uns prejuízos básicos (mínimos, mesmo), assim: Colocamos crédito no celular de outra pessoa (provavelmente do próprio italiano dono da revisteria); Recebi um Bolívar Venezuelano no lugar de um Euro; Pagamos 4,50 euro por um cafezinho ruim só pra fazer xixi num restaurante em Paris… Ah, e escapamos de um golpe clássico: aliança “de ouro”, “encontrada” por um espertinho aos nossos pés, na frente do Louvre.

4. Perder todas as fotos de viagem – Oh, céus! Esse é mesmo o pesadelo número 1, mas conosco não teve nada disso. Mesmo porque eu enviava as fotos pros álbuns no Picasa assim que baixava no notebook!

5. Ter um problema sério de saúde próximo a viagem – Por esse nós passamos. Com viagem marcada para 5 de maio, dia 2 de abril minha mãe teve uma hemorragia retal, ficou dez dias internada, precisou tomar sangue (tipo A negativo, um suplício pra encontrar, terminou tomando O negativo!), e correndo risco de morte. Quando ela saiu do hospital, dia 12 de abril, minha médica falou: Pronto, você pode viajar em paz! Mas digo a vocês que durante os dias seguintes eu continuei com o coração na mão, com medo de que ela tivesse uma recaída.

6. Ficar doente durante a viagem – Fomos com seguro saúde para a viagem, mas graças a Deus não usamos. Os dois ficamos gripados, primeiro Marido e depois eu, mas curamos com vitamina C, antigripal que tínhamos levado e mais uma homeopatia básica. Só precisamos comprar lá xarope pra tosse na Itália e antiácido pro estômago, em Portugal.

7. Descobrir que o hotel(ou albergue) que você reservou(e pagou) não é assim o que você imaginava –  Todos os hotéis/albergues foram mesmo o que anunciaram. Depois do primeiro hotel (Íbis Cambrone Torre Eiffel) e do primeiro albergue (The Nightingale Lodge), relaxamos, e fomos “com fé”. Como vocês sabem, “a fé não costuma faiá”… e com exceção de adolescentes barulhentos e um banheiro que insistia para que economizássemos água e luz no Mar Hostel em Barcelona… foi tudo muito bom!!!

Enfim, os pesadelos da Clau nos deram um tantinho de preocupação, mas não aconteceram conosco, Thanks God! E com vocês? Algo parecido?

3 comentários:

Silmara Colombo disse...

Me deu frio na barriga só de ler o post...rsrs Já passei por algumas situações parecidas com a que vc citou:
1- Fui fazer o check-in e não achava os RGs. Estavam dentro da mala que seria despachada.
4- Eu não perdi as fotos de viagem, mas vi uma amiga apertar um botão errado e as fotos serem excluídas até que o marido conseguiu tirar a bateria para parar. Por isso eu vou descarregando dia-a-dia.
6- Minha filha já ficou doente durante uma viagem, mas estávamos no Brasil com cobertuta nacional do plano de saúde. Depois disso quando saio do país faço seguro de viagem.

Adorei o blog. Feliz 2012.

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Que desastre!!
Que não estejamos nessa relação!!!
Seja feliz e abençoada!!!
Bjs de paz

Amantikir disse...

Bel,lendo sua resposta no blog da Inaie,tomei coragem pra contar que não sou espírita nem nada,mas que fiquei feliz por ver que a Maribel,minha amiga ,principalmente de viagens,achou um jeito de se comunicar com a gente,mesmo depois de ter ido embora em dezembro!Tenha um lindo e tranquilo dia! Bjs Inté!