quinta-feira, 3 de junho de 2010

A Imigração

Eu confesso que estava tensa com a chegada na Europa, especialmente porque era em Madri nossa primeira parada. Depois de tantas notícias sobre brasileiros maltratados e até deportados na Espanha, eu que já tive visto negado pros States fiquei um tantinho assustada.
Por mais que Marido falasse que era outra situação, que a gente estava indo “de turista”, com passagem de ida e volta, reserva de hotéis, dinheiro na mão, cartão internacional… eu morria de medo de ser barrada no baile na Espanha.
Mas, enfim, sem a gente planejar de fato – porque a passagem era pra Paris – saltamos em Madri. Como já falei antes, o aeroporto é uma cidade. Pra sair de uma plataforma de desembarque, passar pela Imigração e ir para a plataforma de embarque, andamos de trem, de elevador, de escada rolante e esteira rolante.
Viagem Sony 06-05-2010 012
Viagem Sony 06-05-2010 078  Viagem Sony 06-05-2010 033 Viagem Sony 06-05-2010 044 Viagem Sony 06-05-2010 022Viagem Sony 06-05-2010 076 Viagem Sony 06-05-2010 077
Logo na chegada, a divisão entre quem tem passaporte da Comunidade Européia e quem tem “outros passaportes”. Aliás, ainda no avião, distribuíram um formulário pra quem não era europeu, perguntando os dados principais e mais motivo da viagem, e qual o destino final, se estava levando materiais perigosos, essas coisas.
Quando chegamos na parte de apresentar os passaportes, era individual, então eu fui em um guichê e Marido em outro. Logo antes da gente tinha passado um casal, e eu reparei que o marido dela passou rápido e ela demorou mais um pouco. Na nossa vez, foi igual. Pra Cau eles não perguntaram NADA, só carimbaram o passaporte e pronto. Eu tive que responder o que estava fazendo lá, se tinha passagem de volta, se tinha cartão de crédito e quanto levava em dinheiro. A aflição foi tanta, que eu respondi tudo direitinho, nem menti aumentando a quantia de dinheiro… hahahaha
Quando passamos, fomos fazer o trajeto inteiro para o embarque no outro vôo, pra Paris, e aí foi que deu. Tira casaco, cinto, bota (quem estava de bota, eu não, né?), passa bolsa pelo raio X… e não disseram pra gente que os notebooks deveriam ir separados, aí volta pra abrir as bolsas, e aí resolveram futucar tudo, foi um saco. Mas como a gente não estava contrabandeando nada, foi só a aflição do momento, mesmo.
Na entrada em Paris, nem olharam nossos passaportes, mas remexeram a bagagem toda.
Saindo de Paris pra Londres, outra novela de perguntarem SÓ PRA MIM quanto tinha em dinheiro, etc, etc, etc. Acho que eu tenho cara de pobre…
Ah, toda essa parte é sem fotos, porque é expressamente proibido fotografar ou filmar essa área de imigração. Deve ser porque eles não querem que ninguém veja as grosserias feitas… de ambos os lados.
Pra voltar de Londres pra Paris, em Londres nem olharam pra minha cara. Tipo assim: Pra entrar eu verifico bem quem entra no meu país, mas pra sair… saia e já vai tarde.
Tanto a saída e entrada de Paris, e saída e entrada em Londres carimbaram os passaportes.
A saída de Paris pra Veneza (pelo aeroporto de Beauvais) foi a mais tensa. Dessa vez eu estava de bota (comprada em Liverpool, e uma delícia de conforto e proteção do frio) e tive que tirar a bota e passar no raio x. Beleza. Só que quando passei, tinha um desodorante em aerosol na minha mochila (NÃO PODE!) e duas garrafas de coca não bebidas (TAMBÉM NÃO PODE!!!) e tive que voltar pra abrir a mochila. Como eu já havia calçado as botas, quando resolvi o problema das cocas e do desodorante e estava voltando, a criatura lá me mandou tirar as botas novamente. “Mas eu acabei de tirar, só voltei pra ver a bagagem…” (em inglês, claro!)  “Take it off, take off!” numa delicadeza de dar medo! Enfim… problema, problema, não houve, mas um desconforto, rolou, sim.
Já da Itália pra Espanha, que foi de Ferry,  (detalhes aqui) ninguém nem olhou nada, malmente a passagem e a cara da gente no passaporte.
Viagem Sony 24-05-2010 159
Viagem Canon 24-05-2010 097
Viagem Canon 24-05-2010 078Viagem Canon 24-05-2010 079 Viagem Canon 24-05-2010 081 Viagem Canon 24-05-2010 090
Viagem Canon 24-05-2010 115 Viagem Canon 24-05-2010 076  Viagem Canon 24-05-2010 083
Como a gente estava com tudo certinho de documentos e tal… a probabilidade de algo dar errado existia, mas era mínima. Fico pensando em quem vai  com planos de ficar ilegalmente, ou sei lá com que outras intenções, como é que se sente.

6 comentários:

AlcyStar disse...

hahahahaha eu quase morri de rir com seu "acho q tenho cara de pobre" ... mas veja o lado positivo, eles acharam vc bonita o suficiente p se prostituir na zoropa! kkkkkkk Na verdade eh esse o motivo da frescura com as mulheres. ACHO!

no dia q eu for cidada americana eu conto minhas peripecias com imigracao! kkkkkkkkk

Tâmara disse...

E eu que fui sozinha 2x? Mas era só responder que era funcionária pública federal que a conversa mudava o tom. Quando fui com meu irmão, fomos juntos para imigração, implicaram mais comigo do que com ele.. é mole? enfim...

Ivana disse...

Bel, então entrar pela Holanda é mais simples, porque quando chegamos ao aeroporto de Amsterdam (Schiphol), na saída do finger já tinha uns caras perguntando pra todo mundo o que vinha fazer, etc. Reparei que se não fosse louro(a), eles faziam mais perguntas...
Na minha vez ele me perguntou se eu estava sozinha e eu disse que não, que estava com meu marido e apontei pra Aurélio que estava bem atrás de mim. Aí o cara perguntou pra ele se eu era esposa MESMO dele. Todos demos uma risadinha (a minha foi beeeem amarela) e passamos! Daí foi carimbar passaporte e nada mais.
Da próxima, vou entrar por Amsterdam! rsrsrs

Georgia disse...

Essas experiências vao ficar para sempre amiga guardadas...me acredite.

Um beijao

Rafaela Cavalcanti disse...

Bem, vou dar minha opinião, eu acho que você passou com facilidade pq o seu marido é Europeu, eles não podem te barrar, pq se voce entrasse sozinha, podia ter passagem, ser o que for, ia pra entrevista da imigração, é um inferno, uma amiga minha vinha me visitar em Portugal, ia ficar 15 dias, foi barrada, mas não antes de ficar das 10h da manhã até as 20h em vááárias entrevistas com o chefão lá do SEF. Coitada, deu pena, juntou dinheiro que só e nem pensava em ficar aqui pq trabalha no Brasil e tudo e voltou linda, eu nem a vi! Quanto aos líquidos, desculpa mas você quem estava errada lol. Não podem haver líquidos nos aviões, com a pressão lá em cima a garrafa pode explodir, agora imagina o que aconteceria dentro de um avião com o barulho de uma, duas ou mais garrafas explodindo la dentro, o CAOS reinaria, pq pensariam logo em bomba. As botas nos mandam tirar pq geralmente as botas tem ferro embaixo delas e por isso faz disparar o alarme quando voce passa lol

Bel disse...

Rafaela, você está totalmente equivocada. Meu marido NÃO É EUROPEU, somos brasileiros. E tinha várias mulheres sozinhas, passando numa boa. Acho que tudo depende do humor do funcionário da imigração no dia... se tiver "dormido" bem... fica tudo lindo! Se não... estrangeiro que se aguente!

E minhas botas eram de couro-borracha, nada de metal. Acho que mandam tirar pra ver se nãi estamos escondendo "algo" dentro delas. Mas no meu caso, eu havia tirado, voltei um segundo, pra mostrar o notebook, e tive que tirar de novo. Achei isso um exagero, além de burrice deles. MAs, fazer o quê? Estamos à mercê dos donos da casa! ;)